top of page
  • Foto do escritorAndrey Daher Coelho

[Review/Análise] Street Fighter 6 - O novo Rumo da Série mas com Problemas no Series S

Street Fighter 6 foi lançado recentemente para PS4, PS5, Xbox Series S/X e Steam e parece que vem agradando a maioria dos fãs. Hoje nós vamos falar um pouco sobre o game e mais especificamente sobre a versão de Xbox Series S.

Edição Ultimate de SF6

A Capcom realmente decidiu dar um passo a frente na franquia Street Fighter com Street Fighter 6 e trouxe alguns aspéctos bem interessantes para os jogadores. Primeiramente assim que entramos no menu do jogo, nos deparamos com 3 opções centrais, uma focada em lutar, como nos jogos tradicionais onde os players vão achar o modo arcade, modo multiplayer local e online e até uns modos extras. A outra opção é focada em uma campanha single player onde o jogador vai criar o seu próprio personagem dentro deste universo e vai desbravar nada mais do que Metro City, a cidade clássica de Final Fight.


Nesse modo inclusive, o game tem certa semelhança com jogos do estilo Yakuza, onde você vai explorar a cidade com uma certa liberdade de controle da câmera e vai poder lutar basicamente contra qualquer npc disponível no mapa. A cada luta o personagem ganha XP, o que faz o seu personagem ir ficando cada vez mais forte conforme o Level dele aumenta, igual em um jogo de RPG clássico. Essa novidade foi algo que agradou muto aos fãs, pois trouxe uma gama enorme de conteúdo para se fazer dentro do jogo principal de forma offline, sem se preocupar em apenas jogar no modo competitivo online, o que foi o foco de Street Fighter 5.

Novo visual do Ryu com a segunda cor

E se você acha que o game não tem também seu foco no modo competitivo online, ai que você se engana! Street Fighter 6 tem o terceiro modo disponível, onde os jogadore podem se encontrar em um lobby online e se desafiariam em partidas casuais e ranqueadas e ainda mais! O game ainda conta com várias cabines de fliperama arcade da capcom nos lobbies, e todos jogáveis! É possível jogar vários Street Fighters clássicos dentro desse modo, o que realmente me deixou doido de alegria!


Mas após e falar sobre as coisas boas e maravilhosas do jogo, chegou a hora de falar sobre a parte negativa, e eu digo isso com uma certa tristeza, pois a parte negativa se aplica mais especificamente a versão do jogo para o Xbox Series S. Até o momento desta review, nós não tivemos respostas da capcom sobre updates para a versão do Series S e espero que no futuro isso mude. A versão de Series S é basicamente a mesma da de Playstation 4.

os personagens de fundo foram retirados do Series S

O game roda a 60 FPS mas com uma resolução dinâmica de 1080p, texturas de baixa qualidade e a paior parte, com diversos NPCs retirados dos cenários. Todos sabemos que Xbox Series S pode rodar este game de uma forma muito mais satisfatória do que o PS4, por ser tratar de um aparalho muito mais poderoso e de nova geração. Caso futuramente a Capcom lançe algum update de melhore o game, nós vamos trazer aqui no site para avisar a todos, mas eu me sinto na obrigação de lhes contar a verdade e nesse momento a versão de Series S e PS4 são iguais.


Logo baixo eu quero deixar a lista de personagens do jogo para que todos saibam quem está no game nesse período de lnçamento.


Lista de personagens de Street Fighter 6


Blanka, Cammy, Chun-Li, Dee Jay, Dhalsim, E. Honda, Guile, Juri, Ken, Luke, Ryu e Zangief são os personagens que retornam de Street Fighter 6, e envelheceram um pouco devido a Street Fighter 6 ser o jogo mais recente da linha do tempo (Street Fighter IV e Street Fighter V foram ambientados antes de Street Fighter III). Os novos rostos são Jamie, JP, Kimberley, Lily, Manon e Marisa. A formação base de 18 personagens tem dois personagens a mais do que a lista de lançamento de Street Fighter V. Há outro personagem que é essencial para a experiência de Street Fighter 6: o avatar criado pelo jogador usado nos modos Battle Hub e World Tour.

As cores de alguns movimentos ficaram iradas.

Apesar dos problemas que listamos da versão de Series S do jogo, visualmente os personagens são lindos e muito bem detalhados, os cenários também são incríveis, uma pena a retirada de boa parte dos NPCs do cenário nessa versão.


A jogabilidade do game é também um ponto muito forte, a mecânica de luta está bem dinânima e lembra também em muitos aspéctos o Street Fighter 3rd Strike, que é uma dos melhores até hoje, se não o melhor. O game também conta com o retorno da pegada mais "hip hop" da série, assim como em SF3rd, algo que gostei muito.


Vale notar que o game está totalmente legendado em português brasileiro, assim como toda a interface do jogo.



Veredito

Street Fighter 6 é um jogo incrível, um dos melhores SF já feitos, mas que me deixou dividido e com o coração na mão ao fazer esta review. O escopo do game é fantástico e muito divertido, repleto de conteúdos para se explorar e desbloquear, mas ao mesmo tempo a versão que estou jogando do Series S me deixa frustrado por não poder desfrutar visualmente do jogo como eu gostaria em um aparelho de nova geração. Torço muito para que as críticas de forma construtivas como as que estamos fazendo cheguem a Capcom para que eles possam corrigir estes problemas, pois existem muitos fãs do game na plataforma. Se você é muito fã de SF e de jogos de luta, você provavelmente vai se apaixonar a primeira vista com este jogo mesmo no Series S, mas caso você seja um admirador de games de luta mais casual e quer uma experiência Street Fighter de nova geração no Series S, provavelmente vai se decepecionar neste momento por questões gráficas. É um jogo em que eu daria facilmente nota 10 em um Series X ou PS5, mas que infelizmente não posso dar no Series S hoje por sua baixa resolução, texturas ruins e cenários "capados", com redução drástica dos NPCs.

Nota: 7,5/10


留言


bottom of page