• TioDuBR

Review: Neon Abyss para Nintendo Switch

Season in the Abyss

Existem muitos do estilo roguelike disponíveis no Nintendo Switch, uns extremamente inspirados como Binding of Isaac e outros nem tanto como Kitten Squad, mas todos com seu nível de criatividade típico do gênero e Neon Abyss é acima da média,mas não brilha em todo seu potencial.


O game é desenvolvido pela Veewo Games e publicado pela Team 17 (responsável por jogos como OverCooked,Moving Out,Blasphemous entre outros) e é definido como um “furioso run n’ gun action com mecânicas roguelike,mas no fundo esses títulos não importam muito, pois o resultado final vai além de um padrão especifico.E isso é um ponto positivo!



Ele faz uma mistura muito boa dos elementos bem característicos de cada gênero e dá a sua cara, fazendo a gameplay muito divertida e que prende nossa atenção por horas, pois a cada tentativa (e fracasso) te leva a querer explorar ainda mais os estágios em busca de itens melhores e que atendam a demanda naquele momento. Encontrar um item de cura pode te salvar em momentos mais difíceis e itens como as granadas podem abrir uma passagem secreta ou ainda quebrar um baú de pedra, por exemplo.


Toda vez que você entra na dungeon, você precisa percorrer por cinco estágios, cada um com seu Boss específico. O jogo também conta com personagens desbloqueáveis e mini games que você pode encontrar desbloqueando na sua arvore de habilidades. Para se adaptar melhor a sua jogabilidade ,você pode remapear alguns botões do controle para que ele se adapte melhor ao seu estilo.



A quantidade de armas, itens disponíveis e upgrades disponíveis são variados e transformam o seu jeito de jogar as fases. Você tem à sua disposição um arsenal variado de armas que variam desde a velocidade de disparo quanto ao seu dano e ainda pode upar o nível delas.Além disso, o jogo conta com uma arvore de habilidade que você vai desbloqueando conforme avança no jogo e acaba tornando a aventura mais tranquila em relação a dificuldade.Falando nisso, antes de partir para as dungeons você pode definir o nível de dificuldade entre Easy,Normal e Hard, que se aplicam na quantidade de itens de cura e escuro irão dropar dos inimigos ou serão encontrados nos baús.



A trilha sonora é empolgante e contagiante, ainda mais pra quem curte musica eletrônica vai te fazer sentir dentro de uma balada e dar aquele animo pra você continuar jogando sem te irritar ou te enjoar depois de algum tempo. Os sons quando se derrota os inimigos ou das explosões também ajudam dar um clima frenético ao jogo.


O grande problema do jogo é a queda de frames durante as batalhas com os chefes, isso atrapalha demais tendo em vista que você precisa de velocidade e precisão para derrota-los,ainda mais quando a sua tela está cheia com os perks que você pega durante a sua play e que vão dar aquele up na sua batalha.Pode ficar confuso naturalmente com tanta coisa na tela, então essa queda de frames (que não é exclusiva da versão de Nintendo Switch) pode acabar prejudicando em sua batalha. Outro problema que eu enfrentei foram os crashs.Sim, aconteceram vários principalmente durante as batalhas contra os chefes,e isso acaba desanimando um pouco ,ainda mais se você estava em uma run muito boa com os melhores itens e prestes a derrotá-lo.Nao acontece o tempo todo, mas quando acontecer vai te deixar irado...


O game já teve uma atualização que buscava corrigir esses problemas, mas pelo menos até o fim desse review ainda não tinha sido resolvido, mesmo assim,não tira o brilho de um jogo que, se não é perfeito, está bem acima da média dentro do seu estilo.


Neon Abyss já está disponível para Nintendo Switch, mas não tem opção de mudar a legenda para Português.

Veredito:
Entre prós e contras, Neon Abyss entrega uma experiência satisfatória e que vai agradar tanto aos fãs mais experientes no gênero, quanto aqueles que pretendem se aventurar pela primeira vez.Com um nível de dificuldade ajustável e seus controles precisos, vai te garantir horas de diversão, agregado ao fator replay desse estilo que é altíssimo. Uma grande adesão á biblioteca do Switch e mais uma opção para aquelas pessoas que insistem não ter o que jogar.
Nota: 8/10

  • Página do Facebook
  • Twitter - The Games
  • Canal The Games - Nintendo
  • Instagram

    Gostou da leitura? Doe agora e me ajude a proporcionar notícias e análises aos meus leitores  

© Criado por Andrey Daher Coelho.