top of page
  • Foto do escritorAndrey Daher Coelho

[Review/Análise] Dragon Quest Monsters: The Dark Prince mostra a força da série

Viaja até a um mundo de fantasia numa missão de vingança em DRAGON QUEST MONSTERS: The Dark Prince.


dqm

Amaldiçoado, Psaro não consegue ferir nada que tenha sangue de monstro. Agora, ele deve tornar-se um Monster Wrangler para criar um exército.

A caçada por monstros de alto escalão leva Psaro pelas estações em constante mudança de Nadiria e pelos seus ambientes únicos, com rios de magma, misteriosas ruínas e enormes torres de doces. Pelo caminho, Psaro encontra Rose, uma bondosa elfo, que se junta à sua aventura para encontrar novos e poderosos monstros.

A chave do sucesso de Psaro é a Synthesis: a habilidade de combinar dois monstros e criar um descendente mais forte. Cada nova criação ajuda Psaro a atingir o seu objetivo de se tornar o Master of Monsterkind.


Dragon Quest Monsters: The Dark Prince mostra a força da série. Viaje pelo mundo fantástico de Nadiria, DRAGON QUEST MONSTERS: The Dark Prince leva os jogadores a uma aventura de RPG com Psaro, o antagonista de DRAGON QUEST IV: Chapters of the Chosen . Assuma o lugar de Psaro e torne-se um Monster Wrangler, recrutando, treinando e lutando ao lado de mais de 500 monstros únicos para criar um exército de batalha e se tornar o “Master of Monsterkind”. O jogo também apresenta um sistema de síntese intuitivo, oferecendo aos novatos e fãs da série DRAGON QUEST MONSTERS a oportunidade de descobrir novas combinações de monstros com seus próprios talentos inatos. Mergulhe em batalhas estratégicas com uma equipe de até oito monstros na história principal ou online contra outros Monster Wranglers de todo o mundo em uma variedade de modos de batalha online.


dqm

Como mencionado, Dragon Quest Monsters: The Dark Prince faz você percorrer vários locais, isso leva você a explorar áreas, pegar itens, lutar contra monstros e assim por diante. Todas as taréfas típicas de JRPG.

Distingue-se com algumas características, nomeadamente as mudanças de estação.


Estações

Cada local é separado em uma parte externa e uma masmorra, com o exterior mudando significativamente à medida que o tempo passa e a estação muda.

Não é apenas a aparência que muda, mas certas partes se tornarão acessíveis e outras inacessíveis, como um lago congelando no inverno permitindo que você o atravesse, enquanto algumas videiras desaparecem para que você não possa subir para uma área alta até que a estação mude novamente. Isso ajudou a manter as áreas externas visualmente interessantes e tornou os caminhos inacessíveis que valem a pena voltar, ocasionalmente com itens escondidos no final. Certos monstros só aparecerão durante certas temporadas também, criando um motivo para explorar não apenas em todos os lugares, mas durante todas as temporadas.


dqm

Gameplay

A verdadeira força de Dragon Quest Monsters: The Dark Prince está no loop de jogabilidade, que é excelente para um jogo de criação de monstros. Na superfície, é um conceito padrão de pegar todos os monstros para encher sua coleção e levantar monstros fortes para derrotar inimigos, mas os componentes funcionam juntos quase perfeitamente, tornando-o muito mais satisfatório do que a maioria dos jogos semelhantes. As lutas em Dragon Quest Monsters: The Dark Prince é baseado em turnos. Você pode controlar até quatro monstros, com outros quatro na parte de trás que podem ser trocados a qualquer momento na batalha.


É possível ordenar manualmente cada um dos seus quatro monstros em qual ataque usar e em quem, mas imagino que a maioria usará a batalha automática. De cara pode parecer como um clone de Pokémon, mas ao jogar você percebe que o game vai muito além disso, com sistemas de "fusões" e uma personalidade única que a série de Dragon Quest tem. E como nossas análises são sem spoilers, vamos encerrando a parte do gameplay por aqui, para não atrapalhar as surpresas aos jogadores.



dqm

Som

O som do game é maravilhoso, é sinceramente aquilo que esperamos sempre dos jogos da série Dragon Quest, com faixas orquestradas e sons clássicos que permanecem desde a época do Nintendinho. O game também conta com dublagem, mas infelizmente o jogo não tem suporte ao português brasileiro.


Gráficos

Visualmente o game é lindo e tem uma arte incrível, marca registrada de Akira Toriyama, que é o responsavel pela arte do jogo. O game não busca visuais realistas, mas sim algo voltado mais a um estilo artístico de anime japonês. Cores muito vivas e cenários lindos fazerm desse jogo uma obra-prima visual.


dqm

Veredito

Dragon Quest Monsters: The Dark Prince mostra a força da série. O game trás captura, criação e luta de monstros melhor do que qualquer jogo semelhante que joguei. Tem alguns bons quebra-cabeças de masmorra e um visual lindíssimo. A história não é incrível e o desempenho também poderia ser um pouco melhor, mas nada que atrapalhe a experiência. Se você gosta de JRPGs que capturam monstros, certamente vale a pena pegar esse game, e se e fã da serie Dragon Quest, essa é a melhor forma de entrar no universo Monsters.

Nota: 8/10

コメント


bottom of page