• Andrey Daher Coelho

Liberated - [Review/Análise] - A revolução ao melhor estilo Watchmen


Junte-se à revolução e lute contra o sistema neste shooter de aventura em quadrinhos desenhado à mão. A qualquer hora e em qualquer lugar no Nintendo Switch.


Bem-vindo a um admirável mundo novo. A verdade inegável e as liberdades pessoais estão morrendo. A revolução está próxima. Levante-se na luta manchada de sangue por uma terra de liberdade.

Esqueça tudo o que você sabe sobre quadrinhos. Mergulhe em uma cidade escura e encharcada de chuva. Use sua inteligência para hakear o sistema, esgueirar-se e resolver quebra-cabeças. E quando o inferno se abrir, distribua tiros na cabeça pitorescos por grande justiça. Deixe a impressionante arte e ação desenhadas à mão se unir nas páginas desta história noir de cyberpunk.

Você é vigiado a cada minuto de cada hora de cada dia. Aceite isso. Ou comece o fogo.


Lberated te coloca na linha de frente em um mundo govenado por um sistema autoritário que utiliza a técnologia para vigiar a vida de cada um dos cidadões. O game é todo feito com um estilo artistico único em preto e branco, muito parecido com o que vimos em Sin CIty, um dos grandes clássicos de Alan Moore na DC comics.



O jogo está completamente legendado em português brasileiro, o que faz que os jogadores não percam um único detalhe da história. Como todos sabem, eu não costumo dar spoilers em minhas reviews, por isso evito falar sobre a história do game, ainda mais que nesse caso ela ocupa um papel de protagonista, pois o game é na verdade uma revista em quadrinhos dinâmica, algo que nos faz perceber o quão rica é a indústria de games atual.


Muita violência também é esperada para os jogadores, e sua mecânica é com uma jogabilidade lateral em 2.5D. Com analógico da direita o jogador aponta sua arma para a direção desejada e o gatilho ZR dispara. A trama é realmente um crítica muito válida sobre o que é o sistema e o que ele representa em nossas vidas em sociedade. Se você resolve confrontar o sistema, você é perseguido, destruído e até eliminado. Os capítulos também são contados em formas de revistas em quadrinhos, onde por exemplo, em um capítulo você joga no controle de um dos membros da revolução, enquanto no outro você joga na pele de um oficial do sistema, o que trás os 2 lados da moeda e nos mostra uma única verdade maior no jogo, algo que é realmente fascinante.



VEREDITO
LIberated é um game absurdamente lindo em sua arte, sua mensagem é forte e nos faz refletir sobre a sociedade que vivemos, onde o sistema sempre massacra os mais pobres e mais vulneráves. Essa mistura de Anonimous com Alan Moore, é algo que realmente deu certo e merece um destaque, é como um Watchmen feito para um video game, pois é um game no mínimo muito interesante, além de ter mecânicas que respondem bem e uma história realmente incrível e que vai te deixarcom a pulga atrás da orelha. Junte-se a revolução ou seja dominado pelo sistema. Uma experiência que sem dúvidas vai marcar e será lembrada em futuras gerações.
Nota: 9/10

Confira nossa review em vídeo abaixo e se inscreva no canal !




  • Página do Facebook
  • Twitter - The Games
  • Canal The Games - Nintendo
  • Instagram

    Gostou da leitura? Doe agora e me ajude a proporcionar notícias e análises aos meus leitores  

© Criado por Andrey Daher Coelho.